É inevitável a formação de algas na sua piscina, porém esta situação pode ser prevenida através dos cuidados certos.

A formação de algas na piscina, além de ser desagradável, pode causar problemas de saúde. Descubra com a Mabipiscinas porque elas se formam e como proceder para combatê-las.

 

Quais as causas da formação de algas na piscina?

As algas estão sempre presentes, porém, nas condições favoráveis para tal, elas podem espalhar-se e tornar-se um problema. Assim, chuva, altas temperaturas e exposição solar fomentam as condições necessárias para a propagação das algas.

Contudo, a manutenção inadequada ou o uso indevido de produtos químicos pode provocar mais problemas, desequilibrando os níveis de cloro e de pH.

Como posso identificar as algas na minha piscina?

Geralmente, estas aparecem como manchas na parede da piscina. Existem três tipos de algas que podem ser identificados. A alga verde é a mais comum e espalha-se rapidamente.

Limpá-la, só por si, não elimina o problema, sendo necessário aplicar um método de tratamento apropriado. A alga amarela não se espalha tão rápido, mas é mais resistente e difícil de combater.

A nível de coloração, é bastante semelhante com areia. Já a alga preta, mais rara e incomum, é perceptível através de pequenas pintas pretas no fundo da piscina.

Assim, ela deve ser completamente removida através de tratamento adequado, bem como limpeza das suas raízes.

Elimine as algas da sua piscina!

Caso tenha aquecimento da água da sua piscina, desligue-o. Se pretender eliminar algas verdes ou amarelas, opte por tratar a sua piscina com um tratamento de hipoclorito, de forma a que veja a água da sua piscina ficar com um tom cinza azulado.

Este tratamento é conhecido como supercloração. De seguida, ajuste as válvulas e deixe as bombas em funcionamento durante 24h.

Teste o pH e o cloro da água no dia seguinte e verifique se ele está com nível de cloro alto. Se estiver neutro ou baixo, repita o processo. Escove diariamente as paredes e o chão, aspirando durante alguns dias.

Quando o nível de cloro, passado alguns dias, estiver abaixo de 5ppm, adicione o algicida e esfregue a piscina novamente. Deixe o produto agir durante dois ou três dias.

Teste e reequilibre a água após a limpeza. Para eliminar as algas pretas, o segredo é escovar o mais que puder! Assim, utilize uma escova resistente, de cerdas de aço inoxidável. Quanto ao processo químico, deve ser utilizado o mesmo referido anteriormente.

Porém, a escovagem deve ser feita de 3 a 5 vezes por dia, de forma a danificar a camada protetora destas algas. Durante a noite, recorra ao uso de hipoclorito, pois este pode agir melhor sem exposição solar.

De seguida, desinfete qualquer material que tenha estado em contacto com a água da piscina e limpe todos os filtros da piscina, adereços, bombas, etc.

 

Agora que já conhece os diferentes tipos de algas e como combatê-las, lembre-se que uma manutenção minuciosa e frequente é necessária para evitar a formação de microorganismos e para manter a água da sua piscina saudável!

 

 

A Mabipiscinas deseja-lhe Bons Mergulhos!

 

Entre já em contacto connosco!